Você sabe o que é o efeito bolha de sabão dos treinamentos?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Quem está acostumado a receber treinamentos empresariais ou quem treina pessoas já conhece bem esse efeito, mas talvez ainda não o identifique pelo nome. Você lembra de como é uma bolha de sabão? Linda, colorida, leve, solta e… FRÁGIL, como só uma bolha de sabão consegue ser. Não é fácil fazer uma linda bolha de sabão, mas, quando finalmente conseguimos, assistimos àquela exibição de beleza e quase mágica para logo depois a vermos estourar. 

Seguindo a mesma linha, é assim que muitos treinamentos empresariais acontecem. Depois de todo o trabalho envolvido para realizá-lo, as pessoas são tomadas pelo entusiasmo, pela motivação e pela vontade de fazer acontecer. Acreditam que podem ser e realizar tudo o que quiserem. Até aí tudo ótimo, não é? Porém, essas sensações positivas não costumam durar mais do que alguns dias, na hipótese mais otimista. As pessoas voltam para a sua rotina, para o trabalho e para as relações de todo dia e vão perdendo aquela chama que as uniu no treinamento.

Viu só como esse efeito do treinamento é parecido com a bolha de sabão? Pois é, a boa notícia é que é possível transformar essas sensações positivas em um efeito mais duradouro, mais concreto. Como? Vamos falar sobre isso agora. Continue a leitura.

Como fazer com que a motivação dos treinamentos dure mais do que uma bolha de sabão?

Com uma mudança de ótica sobre cada aspecto do treinamento. Confira as dicas!

1. Lidar com cada treinamento como um projeto mais abrangente

Ou seja, o treinamento, seja motivacional ou de vendas, não deve acabar quando se encerra a apresentação ou a dinâmica. Por exemplo, se você oferece à sua equipe um treinamento de duas horas, das 14 às 16h, ele não acaba às 16h. Ele continua. 

A equipe volta ao trabalho, o endomarketing e as lideranças começam a abordar as questões levantadas, lembrando as pessoas sobre os temas tratados e estimulando a mudança de comportamento. Na sequência, são realizados feedbacks com a equipe, dando continuidade ao ciclo e não interrompendo-o quando de fato deveria iniciar.

Nos nossos treinamentos, sempre sugerimos essas três etapas: o diagnóstico, o desenvolvimento do treinamento que, de preferência, deve ser personalizado de acordo com o diagnóstico, e o acompanhamento após o treinamento. Pular etapas pode prejudicar todo o treinamento.

2. Enxergar e tratar as pessoas da equipe como os seres humanos que são

De nada adianta treinar as pessoas como robôs esperando que, após os novos comandos, elas vão adotar novos comportamentos ou colocar em prática, do dia para a noite, tudo o que foi ensinado. Se você não é assim, por que acha que a sua equipe será?

Portanto, não abra mão da fase do acompanhamento após o treinamento realizado, porque sabemos que não é fácil e simples mudar hábitos, por mais que todos concordem com a necessidade dessa mudança. Por isso, se faz necessário um plano que abranja essa etapa como fundamental no processo.

3. Olhar para cada treinamento como uma oportunidade

Cada treinamento, independentemente do tema a ser tratado, é uma oportunidade de trocar conhecimento e experiências entre os participantes. Ou seja, se você estiver presente como ouvinte, se permita colaborar com as suas experiências e opiniões sobre os temas, não somente assistir. E, se, por outro lado, você for o palestrante ou facilitador, abra espaços para as pessoas falarem e trocarem entre si e com você. 

Por fim, atitudes como essas enriquecem o treinamento e a experiência de cada participante, tornando mais impactantes todas as dinâmicas e os aprendizados propostos.

Seguindo essas dicas, você garante maiores chances de sucesso e não desperdiça o investimento de dinheiro e de tempo empregado nos treinamentos. Se precisar de uma força, confira a nossa agenda de treinamentos: https://futuremark.com.br/

Conte sempre com a nossa experiência e parceria. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar?