Livecommerce – Já pensou em usar lives para vender?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Para começar, livecommerce nada mais é do que fazer lives para vender um produto ou serviço, oportunidade ímpar para a empresa apresentar o produto, tirar dúvidas sobre seu funcionamento e atrair o consumidor para a compra on-line. A livecommerce já é um case de sucesso na China e aos poucos está chegando como uma opção de vendas aqui no Brasil.

Segundo dados da consultoria eMarketer, somente no mercado chinês, as livecommerce movimentaram US$ 131 bilhões em 2021 e já representam 37% do total de vendas por meio de social commerce. Uma empresa de lá, o Kwai, lançou um tipo de live que dá a oportunidade de as pessoas entenderem mais sobre o produto em tempo real com o aval do creator ou influencer. Além disso, o espectador consegue finalizar a compra dentro do próprio aplicativo sem abrir outras abas de pagamento que podem tirá-lo do processo de compra e interação. 

Se quiser saber todas as vantagens e como iniciar nessa aventura, acompanhe a leitura do artigo de hoje: Livecommerce – Já pensou em usar lives para vender?

Você também vai gostar de ler: Televendas – o que vem por aí

Vantagens do livecommerce

Desde o isolamento social imposto pelo Covid-19 em 2020, as lives surgiram como opção de interação entre empresas/marcas/profissionais e seus públicos. Em pouco tempo, se tornaram uma tendência e geraram novas possibilidades como as livecommerce, ainda pouco exploradas no Brasil, mas que oferece vantagens atrativas para as empresas que surfarem nessa onda:

Para as empresas:

  • Aproxima a relação do consumidor com a marca, entre quem compra e quem produz e torna a venda mais simples para os pequenos comerciantes;
  • Alcança a grande massa ao mesmo tempo;
  • A empresa pode aplicar a estratégia de demanda e procura, por exemplo, baixar o preço do produto quando atingir um determinado número de consumidores assistindo à live; 
  • As livecommerces permitem lançar promoções relâmpagos durante a live, o que acelera a decisão de compra, já que a pessoa terá um tempo limitado para aproveitar o desconto (gatilho da escassez e da urgência);
  • Essa estratégia é capaz de gerar uma taxa de conversão de seis a dez vezes maior do que as vendas tradicionais por e-commerce;
  • As livecommerces utilizam a presença de influencers, que passam confiança ao consumidor, e consequentemente, com o conteúdo da marca exposta. 

Para os consumidores:

  • O consumidor obtém, em tempo real, todas as informações que precisa sobre o que está comprando, além da possibilidade de conseguir descontos atrativos;
  • Ele pode saber a origem do produto e aprender a utilizá-lo antes de efetuar a compra.

Leia também: 7 gatilhos mentais para você se comunicar e vender mais

Por onde começar?

As livecommerces não são acessíveis apenas a grandes marcas. A sua empresa também pode entrar nessa modalidade de lives + vendas. Para isso, antes de tudo, é necessário fazer um planejamento detalhado com objetivos, estratégia, custos, pessoas envolvidas, etapas e datas, apenas para citar alguns itens.

Dentro desse escopo, fazer um levantamento de produtos a divulgar e de influenciadores ligados ao segmento da sua empresa também é primordial. Além disso, existem produtoras de vídeo que fazem a montagem da estrutura, equipamentos de iluminação, áudio e imagem para a transmissão ao vivo, que podem facilitar as coisas para a sua empresa.

Então, gostou da ideia de usar as livecommerce para vender? Fique atento às novidades dessa modalidade e comece a colocar a ideia em prática com sua equipe. 

Conte sempre com a nossa experiência e parceria. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Como posso te ajudar?